Depressão

Posted on abril 29, 2010

8


Ela tem um lado bom? O que vocês acham pensadores?

Eu estava lendo a Galileu do mês e me deparei com essa matéria, sobre depressão. Nela, cientistas e psicologistas debatem sobre o lado bom da depressão. Alguns não acreditam nesse lado bom, outros sim. A matéria apresentou também, casos de pessoas que só souberam o que fazer com suas vidas, que rumo tomar, quando se deram conta de que estavam com a doença. Pra quem não sabe, a depressão é sim uma doença. E a mais popular hoje em dia, alguém duvida do porque? Não vou perder meu tempo aqui falando que vivemos numa era em que é mais valorizado o “ter” do que o “ser” e que as pessoas só se preocupam em ganhar dinheiro sem nem saber o que vão fazer com ele anos mais tarde. Coisas como essas, fazem com que uma pessoa se sinta sobrecarregada e automática, só parando pra pensar no que fez da vida muito tempo depois. Daí a depressão.

Após ler a matéria, concluí que existem dois tipos de pessoas. Aquelas que decidem que é o fim de suas vidas, que não vale a pena lutar contra a depressão e se matam, dramáticos e burros, e aqueles que decidem que é hora de dar uma guinada de 360º na vida, mudar tudo o que não presta, procurar ajuda e levantar de cabeça erguida. É impossível ser feliz todo o tempo. Tem uma hora que a mente pede arrego, principalmente se você estiver fazendo algo que acha bom, mas que não é. Nós crescemos ouvindo “verdades” o em tempo integral. Todo mundo acha que sabe o que é melhor pra você, e então, não pensamos no que NÓS achamos que é. Aceitamos ser o que acham que é bom. Da matéria, gostei também de uma comparação que o Psicólogo Edward Hagen fez: “Por que os trabalhadores entram em greve? Porque não estão satisfeitos. Acontece o mesmo com nossa mente. Trata-se de um ultimato, um pedido de socorro para que mudemos o que está nos prejudicando.”

Para os depressivos suicidas, qualquer motivo é razão pra se matar. Tanta gente no mundo querendo viver, se matando pra sobreviver, e os panacas tirando suas vidas. Eu interpreto como preguiça de pensar na vida, ou preconceito com a depressão. Não dá pra ajudar alguém que não quer ser ajudado. E essas pessoas tem que aceitar que estão com a doença para alguém poder ajudar. Para mim, a depressão tem sim um lado bom. Quando você está feliz, não percebe que tem algo errado na sua vida, ou que algo está te prejudicando. Na tristeza é que você pára e pensa no que quer fazer para ser feliz. E todo mundo merece ser feliz. Não por agradar a alguém, ou ganhar algo, mas por estar “apenas” vivo e satisfeito consigo mesmo.

– Filme recomendado

A Menina no País das Maravilhas: Phoebe é uma menina rejeitada por seus colegas de classe que deseja mais do que tudo participar de uma peça da escola. Com o estress, o comportamento de Phoebe piora, pois é afetado por TOC e depressão, causando uma grande pressão em seus pais. Ambos tentam ajudar e compreender a filha, mas é com a professora de teatro que Phoebe vai aprender sobre si mesma e entender que não deve se esconder em suas fantasias.

Anúncios